RádioGeraçãoGospel
>>Musicas<<
Nacionais
&
Internacionais Gospel.
RádioGeraçãoGospel 24horas No AR!!!
Baixe o Player Para Seu Computador Grátis.
Download
 

Pesquisa aponta que jovens saem da igreja por achar lugar pouco agradável

Pesquisadores descobriram que a grande maioria, ou 59% dos jovens cristãos abandonam a igreja de forma permanente ou durante um longo período de tempo após completar 15 anos de idade. A pesquisa, realizada pelo Grupo Barna, revela que grande parte dos jovens vê a igreja como um lugar pouco amigável e cheio de julgamento, segundo o site Cristianos.

O estudo, que envolveu entrevistas com 1.296 jovens que são ou já foram membros de igrejas, é o resultado de um trabalho de cinco anos reunido no livro “You Lost Me: Why Young Christians are Leaving Church and Rethinking Faith” (Por que os jovens cristãos estão abandonando a Igreja e repensando a fé, em português), escrito pelo atual presidente do Grupo Barna, David Kinnaman.

Os resultados da enquete mostram também que na faixa dos 18 a 29 anos os jovens acreditam que “os Cristãos demonizam tudo que está fora da igreja”; e um terço deles simplesmente acha que “ir à igreja é chato”.

Um dos fatores que vem colaborando para o distanciamento entre os jovens e a igreja é o confronto entre as expectativas religiosas e a experiência sexual dos jovens. Um em cada seis jovens Cristãos afirmam que “cometeram erros e sentiram-se julgados pela igreja por causa deles”.

Enquanto isso, entre os entrevistados católicos, 40% dos jovens entre 18 e 29 anos acreditam que a doutrina de sua igreja em relação à sexualidade e ao controle de natalidade estão “desatualizados”.

Entre os principais fatores que distanciam os jovens da igreja, foram identificados: a atitude superprotetora e exclusivista da igreja, o fato de oferecer uma experiência cristã superficial, visão antagônica à ciência, um lugar em que o sexo é tratado de maneira errada, a não valorização de outros tipos de fé e espiritualidade e a hostilidade que a igreja trata quem não crê no que ela ensina.

De acordo com o site Cristianos, Kinnaman classifica essa evasão dos jovens da igreja como um problema que requer providências urgentes, já que normalmente os jovens saem de casa cedo, vão para a faculdade ou começam logo a trabalhar, casam e têm filhos antes dos 30 anos.

Segundo Kinnarman, as igrejas não estão preparadas para lidar com o ‘novo padrão’ vigente no mundo. “No entanto, o mundo está mudando de maneira significativa, como um acesso cada vez maior ao mundo e a diversas ideologias, em especial por conta da tecnologia, fazendo crescer seu ceticismo em relação a figuras externas de autoridade, incluindo o cristianismo e a Bíblia”, conclui

Fonte: Christian Post

Missionária fala sobre sexo antes do casamento

A Missonária Sarah Sheeva, ex-oca e ex-SNZ, gravou um vídeo no qual fala sobre a santidade nos relacionamentos!! Como a mulher deve esperar o seu homem e como ela deve se comportar antes do casamento!
O vídeo também traz ensinamentos como o do beijo na boca que ela define ser “que nem ferro de passar roupa, liga em cima e esquenta embaixo”
Veja o vídeo

A pratica de esportes de lutas e artes marciais é permitida?

O MMA (Artes marciais mistas) é hoje uma das modalidades esportivas que mais cresce no mundo e também no Brasil, que por sinal possui os melhores lutadores do esporte. Com o crescimento do MMA, também vieram as criticas a modalidade, que chegou a ser banida de alguns estados nos EUA por ser muito violenta. No final de semana passado, foi realizado no Brasil o maior evento deste esporte, o UFC Rio que lotou o HSBC Arena e foi um sucesso segundo seus organizadores.

Um dos maiores lutadores do UFC é Vitor Belfort, que na maioria de suas lutas agradece a Deus após vitórias e usa o calção com o nome Jesus escrito. Declaradamente cristão, Belfort explicou em recente entrevista a ligação entre a religião e a luta dizendo que o que ele faz no octógono não é uma briga, e sim uma competição.

Além de Vitor que desta vez apenas comentou as lutas, outro atleta cristão estava no UFC, o estreante capixaba Erick Silva, que a exemplo de Belfort, entrou com o nome Jesus escrito no calção e tem como um de seus apoiadores o Senador evangélico Magno Malta.

Diante desta relação a reportagem procurou pastores e teólogos para saber o que eles pensam deste esporte. Um cristão pode praticar tal esporte? É licito ao crente em Jesus assisti-los?

“Eu não vejo embasamento bíblico favorável, mas também não vejo o contrário”, disse o pastor Ariovaldo Júnior, do Manifesto Missões Urbanas. Ele acredita que a prática hoje é mais esportiva e ”não tem mais nada a ver com os vale-tudo onde havia graça em esmurrar o outro além das condições humanas”.

Biblicamente falando, Ariovaldo Júnior diz que não há menções que condenem o esporte. “Eu gosto do UFC por celebrar um esporte que ainda não tem influências do feminismo. O feminismo determina tudo hoje em dia, até o nosso modelo de ‘cristão ideal’ está mais pra figura de uma mulher do que pra um homem de verdade. A propósito, lutas de diversos tipos foram contemporâneas de Jesus e de Paulo (que viveu inclusive em Roma), porém não vemos nenhuma recomendação contrária à prática esportiva”, diz o pastor do Ministério Sal da Terraem Uberlândia – MG.

Violência e cristianismo

Já o pastor Geremias do Couto, da Assembleia de Deus, considera o esporte inadequado para o cristão. “Respeito quem participa e assiste (a tentação é grande!), mas a violência que o caracteriza conflita com os princípios de vida do Cristianismo. Há outros esportes saudáveis que podem muito bem atender a nossa necessidade de entretenimento e, sobretudo, de cuidados físicos.”

Couto diz que pode sustentar seu posicionamento lembrando de versículos como o de Gálatas 5 que fala sobre a temperança, assim como quando Paulo fala que tudo nos é licito, mas nem tudo nos convém. “Sei que no caso desse esporte não se trata de uma agressão gratuita, por vingança ou por maldade mesmo, mas de qualquer modo é uma forma de agressão consentida. Alguém vai sair arrebentado”, diz o pastor assembleiano.

“Aquilo é selvageria”, disse o teólogo Rodrigo Weronka, ele não concorda que um cristão deva participar ou assistir esse tipo de competição. “Como chamar de esporte um negócio que visa arrebentar o oponente?”, questiona.

Weronka fala sobre a diferença entre esportes perigosos como a Fórmula 1, e esportes “brutos” como ele classifica o MMA. “Uns podem dizer que na F1 o carro pode matar o piloto, mas na F1 o objetivo não é esse. E no vale-tudo, o ‘vale tudo’ é vencer o oponente, massacrando o cara”, disse.

Ele também não utiliza nenhum fundamento bíblico para basear suas convicções, apenas diz que a prática não condiz com os valores passados pela Palavra de Deus. “Não consigo aceitar uma brutalidade como o vale-tudo como esporte ou mesmo como algo para entretenimento cristão. Mas é claro que não tem um verso ‘não lutarás MMA’, isso é uma questão contemporânea. Deduzo pelos parâmetros bíblicos do amor ao próximo que arrebentar a cabeça de um ser humano, criado por Deus, por ‘esporte’ é ridículo”.
Princípios bíblicos

Geremias do Couto também fala que o esporte em questão foge dos princípios bíblicos. “Biblia não trabalha simplesmente com regras. Ela trabalha com princípios, que devem ser aplicados nas mais diferentes circunstâncias. Há muitas outras coisas das quais a Bíblia não fala de forma explícita, mas por causa dos princípios que ela nos oferece podemos fazer bem as nossas escolhas e evitar aquilo que não glorifica a Deus. Paulo escreveu: “Quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus”, 1 Coríntios 10.31. A grande pergunta é: esse esporte glorifica a Deus?”

O mantenedor do portal apologético NAPEC vai mais longe: ”Pergunte a um cristão se uma tourada é um esporte bacana. Não, dirão em coro! Judiardo pobre animal não é certo. E a caça esportiva? não é certo!. Então seria ético arrebentar outro ser humano numa competição esportiva?”
Vale-tudo na Igreja

Weronka também critica a prática de lutas dentro da igreja, como acontece na Igreja Renascer, que chegou a ser notícia no canal NatGeo (National Geographic) por montar um ringue dentro da igreja e promover a luta como “forma de evangelismo”.

“Uns dizem que o vale-tudo pode ser uma estratégia de evangelismo, então “vale tudo” para ter os jovens ali?” questiona Weronka que não concorda com o fato de uma igreja evangélica apoiar esse tipo de esporte.

“Sob a desculpa pragmática dos ‘fins justificam os meios’ a igreja vai ficando com a cara do mundo. E se a igreja deve ficar assim, prefiro ser um esquisito e manter a ortodoxia bíblica”, critica o teólogo.

Fonte: Gospelprime

Jovens engravidam menos e diminuem taxa de natalidade

Um dado bem interessante foi conhecido esta semana: a diminuição da taxa de natalidade entre as jovens. Para se ter uma ideia, 200 mil crianças deixaram de nascer por ano graças a isso. É como se uma cidade média, com mais de 200 mil habitantes, deixasse de sair das barrigas das adolescentes brasileiras por ano. Algo do porte de São Carlos ou Americana (ambas no interior de SP) só de bebês chorando.

Em dez anos o número de partos em menores de 19 anos, diminuiu em quase 40% no Brasil. Na semana retrasada, o governo paulista divulgou dados parecidos referentes ao Estado.

O governo paulista atribuiu a queda às suas ações de conscientização e distribuição de preservativos e anticoncepcionais. Um médico e um estatístico especialistas no assunto consultados, porém, apontam um fator mais importante.

“Se a adolescente não tem projetos de vida, a gravidez vira o projeto de vida”, resume Marco Aurélio Galletta, médico responsável pelo setor de gravidez na adolescência do HC (Hospital das Clínicas).

“Muita gente subiu para a classe C nos últimos anos. Essas pessoas têm uma perspectiva melhor de estudo e trabalho do que há vinte anos.”

Edson Martinez, da USP de Ribeirão Preto, lembra, contudo, que a taxa de gravidez no Brasil ainda é alta –mais de 400 mil grávidas ao ano. “Se o crescimento econômico significa apenas aumento do poder de consumo, não basta.”

Martinez e Galletta citam ainda que famílias ricas têm mais acesso ao aborto – a taxa de partos pode ser mais baixa entre eles, mas a de gravidezes nem tanto. “Adolescente é adolescente. Eles são imediatistas e um tanto irresponsáveis em qualquer classe social”, diz Galletta.

 Quero ser mãe

Dados de hospitais como o HC e o Hospital Maternidade de Vila Nova Cachoeirinha, localizada na zona norte da cidade de São Paulo quebram alguns mitos sobre grávidas adolescentes.

Thauany, 16, que mora na Brasilândia (periferia da zona norte) e foi atendida nesse segundo hospital, representa bem algumas características das adolescentes que têm filhos.

Como a maioria, tinha um relacionamento fixo antigo, de três anos. Os dados  mostram que poucas gravidezes são fruto de sexo casual.

Outra imagem errada é a do parceiro canalha que some ao saber do filho. “A maioria curte, acha que reforça a masculinidade”, diz Galletta. É também o caso de Thauany. Ela conta que, no começo do ano, combinou com o “marido”: parariam com a pílula e a camisinha. Ela está de sete meses. Mora com a mãe, o padrasto, o irmão e o namorado. Os R$ 800 que o parceiro ganha como repositor de mercado vão bancar a pequena Micaely Vitória. Thauany está feliz. Na escola onde cursa a oitava série, só paparicos. As amigas “falam que também querem, que é o sonho delas”.

“Grávida ganha status. Na escola, vira a mais experiente. Em casa, se deita no sofá e diz ter sede, aparece um copo d´água. É preciso mostrar para as meninas como um filho pode atrapalhar outros sonhos”, diz Galletta.

Fonte: Folhateen

O que os solteiros esperam do Senhor

Vejo nestes últimos dias uma grande quantidade de homens e mulheres de Deus, solteiros, que têm tomado a atitude de esperar Nele.

Muitos movidos por experiências passadas traumáticas, tentaram de todas as formas tomarem o curso de suas vidas, entrando e saindo de relacionamentos que sempre deram errado, entenderam, por fim, que o Senhor, o mais interessado no assunto, pode conduzí-los e por isso resolveram esperar nEle.

Alguns, desde muito cedo, entenderam o propósito do Senhor para sua vida, ministério e têm se mantido fiel a Ele, fazendo com que o ESPERAR não fosse algo provocado, mas sim uma atitude tomada como tantas outras na vida;

Outros, por fim, preferiram se dedicar à carreira, ministério, família, empregos e acabaram “sem querer-querendo” fazendo disso um hábito e agora, mais maduros, entendem que qualquer atitude sem a aprovação do Senhor se torna um caminho muito perigoso.

Mas não é sobre tipos de pessoas que Escolheram Esperar no Senhor que quero falar nesta hora e sim sobre FORMAS DE ESPERAR NO SENHOR.

Entre aqueles que Esperam no Senhor, existem 3 tipos, em qual deles você se encaixa:

1º – Salmo 40 – “Esperei com paciência pelo Senhor”

Esse primeiro grupo é formado por aqueles que começaram seu propósito agora ou já viram que não adianta lutar, o tempo do Senhor é diferente do nosso.

Luta e defende as suas convicções e é exemplo para outros, independente da idade.

Só uma dica: Espere, mas não adormeça. O Senhor quer o melhor pra você, continue orando e esteja atento, vai que de repente o céu se abre e….

2º – Salmo 70 – “Apressa-te, ó Deus, Senhor, apressa-te em socorrer-me.”

Esse grupo é chamado dos “desesperados do Senhor”. A idade tá chegando, todos os amigos estão namorando, alguns já casaram e outros com filhos e eu? Fiquei pra titio? Reunião de família é crise na certa: “e aí já casou? Cuidado ein, quem muito escolhe fica sem!”

Vai dizer que você nunca ouviu isso? Sucumbindo às pressões, suas orações só têm uma frase: “Apressa-te, ó Deus, Senhor, apressa-te em socorrer-me.”

Uma dica: O desespero nos faz perder o foco. Ao invés de se achar “Encalhado” se encontre “Ancorado” no Senhor.

3º – Novo Testamento – João 6.37 – “o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora.”

Vigia na terra que isso não é ESPERAR coisa nenhuma. Irmãozinho que diz que está esperando e anda flertando com tudo que é rabo de saia ta precisando é se encontrar. E as irmãzinhas então que não podem ver uma “carne fresca no pedaço”. To Esperando no Senhor, mas como não estou entendendo direito a voz de Deus eu vou testando um aqui e outro ali pra ver se Deus me revela. Manto, manto, manto!!!

Sempre digo que escolher a pessoa que vai passar o resto da vida com você é a segunda decisão mais importante da sua vida, só perde para a de aceitar Jesus como Salvador, então cuidado. Uma decisão errada muda todo o seu futuro.

Uma dica:Vamos voltar atrás e recomeçar? Que tal fazer isso agora?

Qual dos 3 grupos você se encontra? Quem faz a “sua cabeça” as opiniões dos outros ou as promessas de Deus?

Escolha Esperar no Senhor, você que é solteiro, mas espere com qualidade, sabendo que o melhor está por vir!

NEle, que cuida de nós e do nosso coração, sabe das nossas lutas e mesmo assim está conosco,

Felipe G. Heiderich Segundo é teólogo – formado pelo Seminário Unido do RJ -, pastor, escritor e atua na Primeira Igreja Batista de Engenho do Porto, Duque de Caxias (RJ). Escreve artigos e ministra palestras para jovens, promovendo reflexões sobre espiritualidade e cotidiano.

O aumento do endividamento entre jovens

Facilidades atraem os jovens

As compras facilitadas através de pagamentos flexíveis aumenta o número de jovens devedores. O ranking de inadimplência é liderado por pessoas entre 21 e 30 anos e, segundo pesquisas, 41% desses devedores não têm condições de honrar os débitos.

No início do ano passado, esse grupo representava 28% dos devedores. Os dados são do Instituto de Economia Gastão Vidigal, da Associação Comercial de São Paulo. Cerca de 60% desses endividados dizem ser impossível quitar os empréstimos dentro de um mês. Vários fatores explicam a tendência de as dívidas pertencerem a um grupo de pessoas que, há dez anos, sequer tinha condições de financiar carros em vários anos – por conta da situação econômica – como ocorre hoje.

Entre os motivos, especialistas destacam a responsabilidade dos pais. “Trabalham muito e sentem culpa por não estarem presentes na vida dos filhos. Ao invés do afeto, transferem bens de consumo. Tentam suprir a falta pessoal”, diz o psicólogo Alessandro Viana. Ele explica que com muitos mimos e sem condições de impor limites geram impulsos nos filhos por consumo, acostumados com muitos presentes.

O acesso à internet só contribuiu para tornar as novas gerações mais inclinadas para o imediatismo – influenciando as compras. Viana explica que antes consumidor dessa faixa de idade tinha de pesquisar preços para determinado produto nas ruas. No caminho, media a necessidade real de adquirir o item e, muitas vezes, desistia da ideia. Hoje, compras on-line beneficiaram o consumo facilitado e rápido, sem tempo para essa reflexão. “Um exemplo é se o jovem briga com a namorada. Para aliviar o consumo, faz compras. Nos casos mais graves, de oneomania (comprador compulsivo), o indivíduo compra um item. No dia seguinte não é mais interessante, se arrepende, e para aliviar a emoção, compra novamente. Vira um ciclo vicioso”, afirma Viana.

O presidente da Associação Brasileira do Consumidor, Marcelo Segredo, frisa ainda a ausência de planejamento financeiro na cultura do brasileiro. “Os jovens de 18 a 30 anos cresceram olhando os pais comprando tudo no prazo: carro, casa, TVs.” Para ele, o consumidor não prevê o financiamento completo, apenas se as parcelas cabem no bolso. “O marketing também contribuiu. Muitos consomem para se sentir integrantes de um grupo, vivem em função de outra realidade.”

Num cenário econômico sob políticas restritivas – a fim de conter a inflação – os jovens são os primeiros a perder o emprego ao menor sinal de “sacudida no mercado”, defende o economista da ACSP, Emílio Alfieri. Fato que intensifica ainda mais a dificuldade deles honrarem suas dívidas.

Solução para pendências é planejamento

Ciclo de gastos sem fim. Um dos vilões nessas compras desenfreadas é o cartão de crédito. Foi o que definiu a vida financeira do vendedor Cláudio Lima, 30 anos. As despesas não pagas, que somam em média R$ 5.000, não foram feitas da noite para o dia. A Via-crucis que começou há cerca de sete meses.

O autônomo conta que, naquela época, bancava pouco acima do pagamento mínimo da fatura (quando essa taxa era definida pelos bancos; hoje está em 15% e irá aumentar para 20%). “Foi então que perdi o controle de vez. Fui pagando com atraso e, quando vi, os juros eram altos demais”, lamenta.

O dinheiro de plástico contribuiu porque, como ele próprio define, não é possível prever quanto se tem disponível em caixa. Débito que se estendeu ao cheque especial. O débito com o limite do banco é de R$ 800, mas ele diz que ainda consegue contornar. “O dinheiro que ganho vai todo para pagar as dívidas”, reclama.

Uma das alternativas para casos como o de Lima é manter planejamento financeiro. O problema é que o brasileiro, na opinião do consultor financeiro Marcelo Segredo, não tem hábitos de economizar. “Guardar R$ 2 ao dia significam R$ 60 ao fim do mês e R$ 720 em um ano”, calcula o consultor.

As dívidas não afetam apenas a vida pessoal, mas também no trabalho. Sobretudo dos homens, que habituados a tomar a frente no orçamento doméstico, se vêm impotentes frente a uma fatura sem condição de ser paga.

Segredo conta que, por esse motivo, passa hoje mais tempo dentro das empresas orientando sobre finanças do que em consultorias individuais. “O primeiro sintoma do cidadão endividado é a perda da autoestima, depois entra e depressão e perde produtividade”, diz.

O economista Emílio Alfieri acrescenta que é preciso cautela na hora de consumir. Prever as taxas de juros, para não comprometer a renda, diz ele, é o primeiro passo.

Fonte: Diário do Grande ABC

Oxi: Afinal, de que se trata a nova droga?

Pedras de Oxi

Similarmente ao processo de manufatura da “merla” (outra droga derivada da pasta de cocaína), querosene e óxido de cálcio (cal virgem) são mencionados como ingredientes constantes do “oxi”.

Entretanto, uma miríade de muitos outros ingredientes nocivos tem sido descritos na manufatura dessas drogas, como gasolina, ácido de baterias, acetona, etc.

A quantidade e diversidade dos ingredientes dependem de cada traficante. Algumas fontes têm chamado a “merla” de base e o “oxi” de pedra.

Até o momento, parece que quatro tipos diferentes de substâncias similares ao crack circulam pelo Brasil: as pedras de crack propriamente ditas (mistura de cocaína com bicarbonato de sódio), a pasta base de cocaína, merla (uma mistura de pasta base com alta concentração de solventes, especialmente ácido de baterias) e o “oxi”.

Pesquisadores da rede de Redução de Danos no Acre registraram que fumantes de “oxi” demonstram rápida e curta euforia após o uso. O tempo de duração de cada pedra de “oxi” é de menos de 15 minutos e o consumo de bebidas contendo diferentes tipos de álcoois é bastante comum, em um ritual de consumo que ultrapassa 6 horas. Relatos de vômitos e diarreias durante o ritual de consumo também têm sido feitos, mas atribuídos não apenas ao efeito do “oxi”, mas principalmente ao uso de bebidas contendo diferentes tipos de álcoois.

Merla, “oxi” e outras combinações são todas derivadas da pasta base de cocaína. Os ingredientes de cada tipo variam bastante, não apenas entre os tipos mencionados, mas muito amiúde dentro de um mesmo tipo.

O “atrativo” da droga “oxi” é o preço, que tem sido menor do que para outras drogas derivadas da pasta base de cocaína. Tendo em vista a combinação entre: efeito psicoativo da cocaína, uso comumente fumado, rápido efeito, existência de adulterantes altamente nocivos, associação com a utilização de outras substâncias psicoativas, a droga demonstra efeitos devastadores.

Até o momento, virtualmente nenhuma pesquisa científica tem sido publicada em jornais especializados especificamente sobre o “oxi”. Isso se deve provavelmente à recente disseminação da droga. No entanto, aliado às estratégias de prevenção do uso da droga e repressão ao tráfico, pesquisas sérias devem imediatamente ser conduzidas, não apenas as de cunho epidemiológico, mas em especial as de cunho terapêutico.

Dentre as perguntas que diariamente recebo dos leitores do Vya Estelar, as mais frequentes têm sido relacionadas ao consumo de crack. De fato, estamos diante de um grave problema que precisa ser manejado de maneira séria. O problema do consumo de drogas como o crack, merla, “oxi”, e outras ‘variações sobre o mesmo princípio ativo’, transcende a seara médica e ultrapassa barreiras culturais, geográficas e sócioeconômicas. Logo, a parceria saudável e equilibrada entre diferentes disciplinas deve estar acontecendo no sentido de tentar frear o problema.

A síndrome de dependência de crack é uma doença com raízes neurobiológicas cada vez mais claras. A perda do controle sobre o consumo da substância é um dos grandes marcadores do problema, aliada aos prejuízos sociais, à saúde, profissionais e familiares concomitantes. O tratamento deve ser sempre interdisciplinar, envolvendo médico especialista, psicólogo especialista, assistente social e uma rede de outros profissionais atuantes.

Os dependentes de crack constituem uma população bastante heterogênea. Isso significa que uma única fórmula terapêutica pode não ter a mesma efetividade para todos os pacientes.

Dessa forma, o tratamento deverá ser adequadamente individualizado, a partir das características intrínsecas e extrínsecas do usuário.

Por se tratar de uma doença crônica, adquirida a partir do consumo da droga, induzindo inúmeras alterações do funcionamento cerebral, caracterizada por recorrentes episódios de recaída e falha na adesão ao manejo psicossocial, a utilização de medicação com eficácia comprovada tem sido um importante foco de pesquisa ao redor do mundo.

No Brasil, pesquisas envolvendo a utilização de medicações para o tratamento desse grave problema de saúde pública devem ser continuamente incentivadas.

Fonte: Vya Estelar

10 conselhos sobre sexo para os jovens

Conheça os dez conselhos sobre sexo elaborados pelo pastor Billy Graham para os jovens.

1) Evite más companhias. Se você andar com maus elementos ficará dominado por eles. A Bíblia diz: “Retirai-vos do meio deles, não toqueis em coisas impuras” (II Co. 6).
2) Evite o segundo olhar. Você não pode controlar o primeiro, mas pode evitar o segundo, que se torna cobiça.
3) Discipline suas conversas. Evite piadas e histórias com sentido duvidoso. “As más conversações corrompem os bons costumes” (I Co 15:33)
4) Tenha cuidado com a maneira de vestir-se. Deve ser um assunto entre você e Deus as roupas que usa. Uma jovem recém-convertida falou: De agora em diante vou vestir-me como se Jesus fosse o meu acompanhante.
5) Escolha cuidadosamente os filmes e programas de televisão que assiste.
6) Tome cuidado com o que você lê. Muito da literatura contemporânea apela ao instinto sexual.
7) Esteja em guarda com respeito a seu tempo de folga. Davi tinha o tempo em suas mãos, viu Beteseba e caiu em complicações.
8) Faça uma regra de nunca se envolver em namoro pesado. Jovens cristãos deviam orar antes de cada encontro. A moça que tem Jesus Cristo em seu coração possui um poder sobrenatural para dizer “não” aos avanços de qualquer rapaz. E o rapaz que conhece Jesus Cristo tem poder para disciplinar sua vida.
9) Gaste muito tempo com as Escrituras. O salmista disse: “Guardo no meu coração a tua palavra para não pecar contra ti”. (Sl 119:11). Memorize versículos e quando a tentação chegar, cite-os. A palavra de Deus é a única coisa à qual satanás não pode se opor.
10) Tenha Jesus Cristo em seu coração e vida. Deus o ama e uma forte fé Nele tem guardado muitos homens e mulheres de cometer imoralidades (I Jo 2:14)

10 Razões para priorizar os jovens

Conheça as 10 razoes pela qual as igrejas devem priorizar os ministérios de Jovens.

1- Hormonios + energéticos + Jesus = rápida propagação do evangelho
2. Os adolescentes podem levar o evangelho muito além do que podem os adultos (cada um tem no mínimo 100 ou mais amigos on line e com quem convivem diariamente!)
3. Jovens líderes tendem a ser subestimada e sub-financiado, são candidatos perfeitos para serem usados por Deus.
4. Os adolescentes podem espalhar o evangelho mais que os adultos (eles já construíram pontes relacionais com os perdidos!)
5. Mensagens de texto tornam os dedos adolescente ágeis para encontrar os versículos em sua Bíblia rapidamente enquanto evangelizam.
6. Jesus fez (há evidências bíblicas fortes de que a maioria dos discípulos eram adolescentes!)
7. Há 67.342 campos de mini-missão na América, que nós chamamos de escolas secundárias e escolas de ensino médio.
8. Jovens líderes são sonhadores irrealistas que querem fazer a diferença e podem se deixá-los!
9. Adolescentes não são a igreja de amanhã, mas são os transformadores potenciais da igreja de hoje.
10. Deus tem usado os adolescentes a conquistar vitórias (David), salvar as nações (Ester) e pode usá-los para acender reavivamentos!

Por Greg Stier, tradução OGalileO

Pastora afirma que adolescentes vivem fé “impostora”

A pastora americana Kenda Creasy Dean realizou uma pesquisa com 3.300 adolescentes americanos cristãos na faixa etária de 13 e 17 anos e afirma que eles estão vivendo uma fé falsa.

Os resultados da pesquisa foram publicados no livro Almost Christian, [Quase cristão].

Os números finais indicam que embora 3 em cada 4 adolescentes americanos (75%) se declarem cristãos, menos da metade pratica sua fé,  apenas metade a considera importante e a maioria não consegue falar de maneira coerente sobre suas crenças.

A escritora disse que adolescentes cristãos comprometidos compartilham 4 características, não importando suas origens:

1- eles têm uma experiência pessoal com Deus

2- um envolvimento profundo com uma comunidade espiritual

3- um senso de propósito

4- um senso de esperança quanto ao futuro

Por outro lado, muitos adolescentes pensam que Deus quer apenas que eles se sintam bem e que façam o bem – algo que os pesquisadores chamaram de “deísmo moralista-terapêutico”, o que significa uma fé enfraquecida que mostra Deus como um “terapeuta divino”, cujo principal objetivo é aumentar a auto-estima das pessoas.

A pastora argumenta no seu livro que muitos pais e pastores estão propagando inconscientemente essa forma egoísta de cristianismo. Ela afirma que essa fé “impostora” é uma razão pela qual os adolescentes abandonam as igrejas.

“Se este é o Deus que eles estão vendo na igreja, então estão certos em querer nos abandonar”, diz Dean. “As igrejas não dão motivos suficientes para eles se sentirem motivados.”

Fonte> PavaBlog

Virgindade, saiba mantê-la!

É muito natural, hoje em dia, que um casal de noivos durma junto para testar o relacionamento dos dois: “Devemos ou não nos casar?” Esta maneira de agir do mundo é correta? Há pessoas que estão vivendo juntas há 10 ou 15 anos e parece estar dando certo (isto é o que eles dizem).Vejamos algumas razões que nos mostram que esta maneira de pensar do mundo está contra os planos de Deus para a nossa completa felicidade no casamento:

1) Por que Sexo Antes do Casamento Não Nos Fará Conhecer o Verdadeiro Amor?

Quando estamos fora do centro da vontade de Deus, aquilo que estamos planejando para nossa vida não pode dar certo. Em 1Tes 4:3 a Bíblia nos diz: “Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da prostituição;” .Deus não aprova o sexo fora do casamento.O homem pode até dizer que é liberal, que não acha nada demais haver o sexo pré-nupcial, mas, bem no íntimo de sua alma, ele prefere se casar com aquela moça pura, obediente à Palavra de Deus e que se guarda para o seu marido que a conhecerá na noite de núpcias.Muitos desses noivos liberais, quando conseguem o que querem da noiva ficam achando que ela já praticou sexo com algum ex-namorado. O que prova o contrário?Moça, procure chegar até seu esposo de cabeça erguida, sem ter de que se envergonhar, fiel não só a ele mas principalmente ao Senhor que foi o criador do sexo que é lindo e puro dentro do casamento.

2) Porque Sexo Antes do Casamento Nos Afasta do Perfeito Plano de Deus?

Não devemos ver o sexo como um simples prazer de momento, ou como um ato físico, mas como a união entre duas pessoas numa só. É um ato tão íntimo que podemos dizer que parte de você fica com ele e parte dele fica com você.Se você já teve relação sexual com outro, então quando você se casar não poderá dar a seu marido , ou vice-versa, 100% de você porque parte de você já ficou com outro (a). Deus fez você para ser única e exclusivamente de seu marido. É este o Seu plano.

3) Como Me Vejo Após Ter Relação Sexual Antes de Me Casar?

Em 1Cor 7:8,9, a Bíblia nos diz que é melhor casar-se do que abrasar-se. Ainda em 1Cor 7:32, ela nos diz que o corpo não é para a prostituição, senão para o Senhor. A Palavra de Deus chama de fornicação ao sexo pré-nupcial.Tanto o homem como principalmente a mulher se desvalorizam se fazem sexo antes do casamento. Viver juntos antes de se casarem, faz com que apareçam um sem número de problemas. A situação se torna tensa. Surge um clima de insegurança e de desconfiança, aparecem pressões no relacionamento, auto desvalorização e o que é pior… Aos olhos de Deus, eles fornicaram.

4) Como Me Sinto Após Ter Relação Sexual Antes de Me Casar?

Temos que admitir que o “sentimento de culpa” que, muitas vezes, vive dentro de nós, se deve ao fato de sermos pecadores, miseráveis e de não seguirmos os conselhos bíblicos de nosso Deus Santo que sempre quer o melhor para nós. No livro “Resposta Francas a Perguntas Honestas” de Jaime Kemp, um jovem diz o seguinte: “Sou crente em Jesus, filho de pastor e presidente da União de Mocidade da minha igreja. Isto também é uma das causas do tremendo sentimento de culpa, do qual não consigo me libertar. Toda esta angústia deve-se a um fato ocorrido há quase um ano e meio atrás. Por alguns meses, mantive relações sexuais com a esposa do regente do coral de nossa igreja. Foi uma experiência amarga. O sentimento de culpa tornou-se insuportável e nos fez terminar com aquele vínculo ilícito. As conseqüências porém, têm sido terríveis.

Perdi a paz, a alegria em servir a Deus e a ousadia de testemunhar sobre Jesus. Passei, inclusive, a sentir dúvidas sobre minha salvação. Por favor, me ajude!” Este exemplo não é, na verdade, sobre um fato que aconteceu entre dois noivos mas entre um jovem e uma mulher casada. Mas o que queremos focalizar aqui é o sentimento de culpa que surge quando estamos fora da vontade de Deus, quando estamos em pecado. Mas graças ao nosso Deus que nos ama e nos perdoa se confessarmos os nossos pecados e mostrarmos um arrependimento genuíno (veja 1Jo 1:9).

5) O Que Surge Fatalmente Após Uma Relação Sexual Antes do Casamento?

Uma Grande Decepção Geralmente, é mais a mulher que sonha em um dia ficar a sós com a pessoa que “ama” e se entregar de corpo e alma pensando que vai ter momentos muito prazeirosos. Mas, com a pergunta: “Para vocês a experiência sexual foi agradável,desagradável ou uma decepção?”, num levantamento feito em uma clínica de mães solteiras, chegou-se à seguinte conclusão: 50% disseram que foi uma decepção; 30% disseram que foi desagradável e revoltante, enquanto só 20% responderam que foi agradável. 1Tes 4:4,5 nos diz: “Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra; Não na paixão da concupiscência, como os gentios, que não conhecem a Deus.”

6) Que Riscos Você Corre Se Tiver Relação Sexual Antes do Casamento?

O sexo antes do casamento é arriscado sob vários aspectos: doenças venéreas, aids…As doenças venéreas podem causar infecções sérias, cegueira e até a morte. A aids, depois de muito sofrimento, causa a morte. E o pior é que pode ser transmitida para os filhos com os mesmos efeitos. Veja o que pode acontecer com você: “Marta, uma jovem crente, era noiva de Tiago, presidente do jovem de uma igreja muito conceituada, de doutrina firme, e de comunhão invejável. Por causa do “amor” que havia entre ambos e dos carinhos, que cada vez ficavam mais audaciosos, decidiram dormir juntos e esqueceram qual era a vontade de Deus com relação a duas pessoas solteiras. E tudo foi mais ou menos assim: MARTA dormiu com TIAGO que tinha dormido com HELENA e com MARIA que tinha dormido com JOSÉ que tinha dormido com 5 prostitutas (duas delas tinha AIDS). Por causa de uma noite de amor e prazer com o noivo crente (ela tinha certeza que não havia perigo nenhum), Marta contraiu o vírus da Aids.

7) Será Que Sua Vida Pode Mudar Completamente Após Ter Relação Sexual Antes do Casamento?

Ao visitar um lar de mães solteiras podemos ver o desespero refletido em cada rosto. São jovens que não sabem como enfrentar o futuro; não sabem se um dia conhecerão o verdadeiro amor e se constituirão um lar.A jovem crente deve colocar seu namoro nas mãos do Senhor. Quando ela começa a pensar que é senhora de tudo, que sabe o que está fazendo é, então, que o inimigo de nossas almas começa a agir. E é aí que ela começa a fazer o que não deve e, de repente, pode descobrir que está grávida.A gravidez pode acontecer com qualquer pessoa e esta pessoa pode, até mesmo, ser você. E, quando isto acontece, você pode trazer dentro de você uma criancinha que já a partir do 28o dia de fecundação tem o coração já a palpitar.

No 30º dia, quase todos os órgãos já começaram a funcionar. Antes mesmo de você descobrir que está grávida o seu bebê já é uma pessoa e se você pensar em abortar você estará matando o seu filho. Sl 139:13-16 diz: “Pois possuíste os meus rins; cobriste-me no ventre de minha mãe. Eu te louvarei, porque de um modo assombroso, e tão maravilhoso fui feito; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem. Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui feito, e entretecido nas profundezas da terra. Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia.”Quando a gravidez é descoberta, começam a surgir os problemas: vergonha, despreparo financeiro e ressentimento mútuo.Mesmo sabendo que Deus nos perdoa, devemos evitar tamanhos transtornos.

8) Será Que Imaginamos O Tamanho dos Problemas Que Podem Surgir Se Tivermos Relações Sexuais Antes do Casamento?

Nunca tenha certeza de que o rapaz que você “ama” e que diz que a “ama” se casará com você quando souber que você está grávida. O homem, mesmo aquele liberal, prefere se casar com a moça que guardou a sua virgindade para ele. Na sua maioria, o homem quer ser o primeiro.Deus foi, é e será sempre o mesmo. Para Deus não existem frases como: “Agora é tudo diferente…!”, “Antigamente é que se pensava assim!”, “Agora é tudo natural, temos que nos conhecer bem para não darmos um passo errado!”.Veja que problemão você arranjou: Você descobre que está esperando um filho de seu noivo e ele lhe diz: “Será que este bebê não é de outro?” Ou “Não, não quero me casar com você, pois não a amo”!. E quanto a seus pais? Como enfrentá-los? E quanto a igreja? Como encará-la? E quanto a Deus? De todos os problemas, este é o mais grave! O seu pecado não foi contra ninguém mas somente contra Deus. Veja o que o rei Davi disse a Deus em Salmos 51:4: “Contra Ti, contra Ti somente pequei, e fiz o que é mal à Tua vista.”.

9) Será Que A Incompatibilidade No Casamento Surge Quando Não Aceitamos O Plano De Deus Em Nossa Vida E Mantemos Relações Sexuais Antes Do Casamento?

Como nos enganamos em pensar que sabemos o que é o amor! Muitas vezes, nos entregamos de corpo e alma ao nosso noivo e pensamos que o que estamos fazendo é uma demonstração do amor verdadeiro. Puro engano!!! O que está havendo entre os dois é apenas uma atração sexual. O amor verdadeiro é aquele de 1Cor 13 que diz que o amor é sofredor, é benigno, não é invejoso… é aquele que enfrenta fraldas e louça suja, cabelo despenteado, bebê chorando por toda uma (s) noite (s) , dificuldades financeiras, doenças… e mesmo assim os dois ainda se amam e seguem juntos enfrentando bons e maus momentos que surgem em suas vidas. Quando você se casa e vê que está tendo um casamento infeliz é quando então você descobre que o que você sentia (e provavelmente ele também) era apenas uma atração sexual.

10) Será Que Seu Casamento E Sua Felicidade Estarão Ameaçadas Se Você Mantiver Relação Sexual Antes Do Casamento?

No livro “Love, Dating & Marriage” de George B. Eager, ele diz que “o sexo antes do casamento lança a semente da dúvida e da desconfiança”. Alguns casais que mantiveram relações sexuais antes do casamento, aparentemente vão bem mas existe no coração do marido, ou da mulher, ou de ambos, sentimentos de desconfiança, rejeição, ressentimento, etc. Outros, mesmo casados, continuam procurando o verdadeiro amor, mantendo relações extra-conjugais. Estes estão sempre procurando novas experiências. Vejamos alguns versículos que nos mostram o que Deus Realmente pensa sobre o casamento: 1Cor 6:18; Heb 13:14; 1Cor 6:9,10.Fugi da prostituição. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo. (1 Coríntios 6:18 BRP).

Porque não temos aqui cidade permanente, mas buscamos a futura. (Hebreus 13:14 BRP) 9 Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus? 10 Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus. (1 Coríntios 6:9-10 BRP) Do mesmo modo que Deus condena a fornicação, Ele nos perdoa se viermos a Ele arrependidos. Vejamos os versículos:

“Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado. Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.” (1 João 1:7-9 BRP).

“Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora.” (João 6:37 BRP)

Valdenira N. de M. Silva.

Teu Criador nos dias da tua mocidade

Durante a juventude é uma bela ocasião para desenvolver uma relação com Deus. A Bíblia diz em Eclesiastes 12:1 “Lembra-te também do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos em que dirás: Não tenho prazer neles.” Deus se interessa mais na boa vontade de que na idade. A Bíblia diz em 1 Samuel 2:18 “Samuel, porém, ministrava perante o Senhor, sendo ainda menino, vestido de um éfode de linho.” Que pede Deus das crianças? A Bíblia diz em Colossenses 3:20 “Vós, filhos, obedecei em tudo a vossos pais; porque isto é agradável ao Senhor.” Um dos mandamentos de Deus é que os filhos honrem e respeitem os seus pais.

A Bíblia diz em Êxodo 20:12 “Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá.” Até quando devem os filhos respeitar os pais? A Bíblia diz em Provérbios 23:22 “Ouve a teu pai, que te gerou; e não desprezes a tua mãe, quando ela envelhecer.” Boa disciplina é um sinal do amor que os pais têm pelos filhos. A Bíblia diz em Provérbios 13:24 “Aquele que poupa a vara aborrece a seu filho; mas quem o ama, a seu tempo o castiga.” Os jovens podem ser bons exemplos de Jesus. A Bíblia diz em 1 Timóteo 4:12 “Ninguém despreze a tua mocidade, mas seja um exemplo para os fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza.” Os filhos devem aprender com os seus pais. A Bíblia diz em Provérbios 1:8 “Filho meu, ouve a instrução de teu pai, e não deixes o ensino de tua mãe.”

Viver uma vida imprudente desonra os pais. A Bíblia diz em Provérbios 28:7 “O que guarda a lei é filho sábio; mas o companheiro dos comilões envergonha a seu pai.” É errado aproveitar-se dos pais. A Bíblia diz em Provérbios 28:24 “O que rouba a seu pai, ou a sua mãe, e diz: Isso não é transgressão; esse é companheiro do destruidor.” Os jovens devem ter cuidar na escolha de amigos. A Bíblia diz em 2 Timóteo 2:22 “Foge também das paixões da mocidade, e segue a justiça, a fé, o amor, a paz com os que, de coração puro, invocam o Senhor.”

Cresce cada dia mais sites de namoros

Já se foi o tempo em que para se encontrar um(a) namorado(a) a forma mais fácil era ir a uma festa ou, em algumas cidades do interior, ir até a praça em busca do pretendente. Este tempo vai longe.

Hoje, se alguém deseja encontrar um(a) namorado(a) o caminho mais fácil, porém nem sempre o mais seguro, é a internet. Segundo uma pesquisa divulgada pela Nielsen, empresa especialista em comportamento do consumidor, o Brasil é o país com o maior número de internautas usando sites de relacionamento. Para o público evangélico, os sites de relacionamento começaram em 2003. O crescente mercado do amor evangélico no Brasil atrai até multinacionais.

Um exemplo disso, é Nathália Smania Navarro, de 21 aos, da Igreja Sara Nossa Terra na cidade de Florianópolis.

Jovem, bonita, estudante de psicologia a moça não se encaixa muito bem na imagem que a maioria das pessoas pode ter de alguém que procura um relacionamento em sites de namoros. Na verdade, nem ela imaginava que poderia encontrar um homem especial pela internet – até topar com a propaganda do RomanceCristão.com no Orkut. Na verdade ela nem sabia que esse tipo de serviço existia.

No entanto, sem ter mais nenhum amigo online às duas horas da madrugada, resolveu experimentar, meio que de brincadeira ou por pura curiosidade, e se cadastrou no site. “Meu pensamento era de que nesse tipo de serviço só veria pessoas que não encontram ninguém em suas igrejas por algum motivo. E eu também não iria querer ninguém de site”, lembra. Qual não foi a surpresa de Nathália ao encontrar ali André, que mora em Ouro Preto (MG) e atua como jogador de futebol. “No mesmo dia que me cadastrei, vi a foto dele e pensei: “Senhor Jesus! Que menino é este?”, brinca. Na mesma hora, a moça mandou um recado para André e dois dias depois começaram a conversar à distância. Mas só depois de três encontros pessoais é que decidiram atar um namoro. A relação vai bem, obrigado.

Essa facilidade virtual de se encontrar e fazer relacionamentos tem conquistado muitos brasileiros. Segundo uma pesquisa divulgada pela Nielsen, empresa especialista em comportamento do consumidor, o Brasil é o país com o maior número de internautas usando sites de relacionamento. Atualmente, 80% dos brasileiros que navegam na internet estão ligados aos sites que a empresa de pesquisas chama de comunidades de membros, que incluem blogs e redes como o já popularizado Orkut, o Facebook e sites de namoro virtual. Para o público evangélico, os sites de relacionamento começaram em 2003 e um dos pioneiros foi o AmorEmCristo.com, que hoje afirma estar próximo de 1 milhão de usuários cadastrados – 60% dos quais, mulheres. “Somos o maior site de relacionamento evangélico do Brasil”, afirma o CEO Carlos Vinicius Buzulin de Souza. Segundo ele, a proposta vai muito além do interesse comercial, mas constitui um verdadeiro ministério. “Temos os princípios bíblicos como base para tudo que fazemos no site, desde uma resposta de e-mail a uma aprovação de foto”, garante.

Cinco anos depois da chegada do pioneiro AmorEmCristo.com, o mercado de serviços de namoros evangélicos ainda se mostrava carente de opções. Até então, o que havia eram iniciativas como as agências matrimonias, como a Anelo e a Aliança Evangélica, surgidas nos anos 1990. O interessado pagava uma taxa para deixar ali registrados os seus dados pessoais e preferências em relação ao futuro cônjuge, e possíveis pretendentes tinham de fazer contato com a empresa e colocar-se à disposição para um contato. Agora, a coisa se profissionalizou. “Com uma bagagem de dez anos da equipe em relacionamentos online, sentíamos a falta de um serviço sério para namoro e casamento aqui no Brasil”, diz Marcos Vieira, diretor da equipe que criou o RomanceCristão.com, em 2008. Com quase dois anos de trabalho, o site anuncia ter hoje quase 400 mil cristãos brasileiros cadastrados. “Nosso primeiro objetivo é atingir a marca de um milhão de cristãos. Queremos ser uma referência, o maior site de namoro cristão no Brasil. E estamos no caminho certo”, orgulha-se Vieira. O texto de abertura do site já diz tudo: “Encontre pessoas que compartilham a mesma fé e têm o mesmo objetivo que você: encontar uma pessoa para romance, namoro e casamento.

Concorrência sentimental

O crescente mercado do amor evangélico no Brasil atrai até multinacionais. Caso do recém-chegado Divino Amor, que lançou um site de encontros especializado neste público em novembro do 2009. Ligado ao grupo francês Meetic, empresa de capital aberto com ações na Bolsa de Valores e tudo, o site já opera em 22 países. Donos de outro site de relacionamento aqui no Brasil, o Par Perfeito, o grupo descobriu o filão evangélico por funcionários que professam a religião. “Possuímos 21 milhões de clientes no Par Perfeito, sendo que oito por cento deles se identificam como evangélicos”, explica o presidente da corporação para América Latina, Claudio Gandelman. O objetivo do grupo é ambicioso: atrair 500 mil usuários para o Divino Amor já no primeiro ano.

“Notamos que muitos evangélicos acabam frequentando somente sua congregação e não conhecem pessoas de outras igrejas ou mesmo de outras localidades. Podemos ajudar muito neste sentido, pois cobrimos as 30 principais igrejas evangélicas brasileiras”, explica Gandelman. Os três sites concorrem pelo mesmo tipo de público, ou clientela, como se preferir. São pessoas com a evangélica Nathália, que estava sozinha havia quatro meses quando se deparou com André. A estudante afirma que, como muitas mulheres evangélicas, via dificuldade em identificar rapazes comprometidos com o Evangelho. Além disso, como crente atuante em sua denominação – ela atua com discipulado, orientando outras moças na vida espiritual -, normalmente não sobrava tempo para procurar sua cara-metade entre os irmãos. Afinal, todo crente aprende, desde a Escola Dominical Infantil, que igreja é lugar de adoração a Deus. “É difícil conhecer alguém interessante”, admite. “Olhar para o lado é fácil, mas parar, conversar e conhecer a pessoa é realmente complicado quando se está muito envolvido com a obra do Senhor”.

A experiência da estudante Nathália é a de muitas mulheres solteiras, viúvas ou divorciadas espalhadas pelas igrejas brasileiras. E o futuro não parece muito promissor para o sexo feminino, dentro ou fora dos arraiais protestantes. Segundo a Síntese de Indicadores Sociais, realizada em 2007, a população brasileira era de 187 milhões de habitantes. Desse total, cerca de 96 milhões eram mulheres – ou seja, o chamado sexo frágil leva uma vantagem numérica da ordem de cinco milhões de pessoas. Ainda segundo a pesquisa, o aumento da proporção de mulheres em relação a homens é uma tendência demográfica no Brasil – ou seja, a cada nova pesquisa, os resultados mostram que a população feminina tem aumentado cada vez mais em relação à masculina. Essa tendência, é claro, se reflete dentro da igreja, com o agravante de que as mulheres normalmente são muito mais sensíveis ao Evangelho do que os homens. Estima-se que, de cada dez evangélicos no Brasil, 6,9 são mulheres. Os estudos corroboram o que todo crente sabe: há muito mais mulheres nos templos do que homens.

Sozinha – ou single, com preferem alguns – há cinco anos e há três usando sites de relacionamento evangélicos, a fisioterapeuta Silvani Rodrigues Souza, 39 anos, frequenta a Igreja Batista de Diadema (SP), onde não há um ministério específico para solteiros. “A alternativa é usar os sites”. Por isso mesmo, ela frequenta várias páginas do gênero. Com milhares de disponíveis desfilando por sua tela, Silvani até conheceu dois homens através do site Combine – serviço do portal Ig que não tem orientação religiosa -, mas, criteriosa, não se identificou com eles após a troca das primeiras mensagens. Preferiu apresentá-los a duas amigas, e um dos casais que se formou está às portas do matrimônio. Já ela continua à espera de um companheiro ideal, mas deixa claro que não se sente pressionada por sua solteirice e que jamais abrirá mão de seus valores em troca de um casamento.

Tomar a iniciativa

Mas não basta preencher a ficha, formalizar a adesão e encomendar as alianças. Os especialistas dizem que várias etapas devem ser cumpridas antes que o simples flerte da telinha se transforme num relacionamento amoroso de verdade. “É preciso conversar bastante com a pessoa, passar contatos só depois de sentir-se minimamente seguro e marcar os primeiros encontros em locais públicos”, enumera Carlos Buzulin. Por isso mesmo, cada vez mais os sites têm disponibilizado ferramentas e recursos. “Nossa experiência mostra que usuários que completam o seu perfil com sinceridade e disponibilizam boas fotos têm mais chances de encontrar e serem encontrados”, revela Marcos Vieira, do RomanceCristao.com. Mas nada vai adiantar se a pessoa ficar passiva simplesmente à espera de que um príncipe encantado – ou princesa, claro -.se materialize à sua frente. “Nós sempre recomendamos que o usuário tome a iniciativa.”

Para quem encontra certa dificuldade em dar o primeiro passo, mesmo que seja em um relacionamento virtual, os sites dão uma mãozinha. Os principais já contam com serviços extras de atendimento psicológico, um verdadeiro consultório virtual onde dúvidas e angústias podem ser sanadas. No Divino Amor, uma de terapeutas posta artigos e responde perguntas dos usuários. “Sempre orientamos as pessoas para que sejam verdadeiras e transparentes. Criar um personagem para ficar mais interessante não costuma ser uma boa saída”, conta a psicóloga clínica e psicanalista Juliana Amaral, que trabalha no site. Segundo ela, é normal, nesse tipo de situação, idealizar como será a pessoa do outro lado da telinha. “Quando se conversa pelo computador, a ausência de elementos importantes numa relação, como o olhar, o tom de voz, a presença física e até os gestos, pode levar a fantasias irreais”. É neste momento que conhecer pessoalmente o outro se torna imprescindível, principalmente quando o relacionamento tem ambições amorosas. Juliana recomenda que os usuários vejam estes sites apenas como um meio de conectar pessoas. “O restante deve ser feito como em qualquer outro relacionamento. Esse é um princípio fundamental.”

Se o negócio é lançar a rede no mundo virtual, muita gente não tem perdido tempo. Renata Caiado Marques, hoje casada e com dois filhos, encontrou o marido Filipe no AmorEmCristo.com. Meio por acaso, é verdade – ela viu o perfil dele no computador de uma amiga, que já era usuária do serviço, e decidiu se cadastrar também. Já o representante comercial Filipe, que aderiu ao site na primeira hora, conta que já tinha conhecido algumas pessoas pela internet, mas sem grandes resultados. Quanto tomou conhecimento da existência de Renata, resolveu investir. “Primeiro, orei para Deus me orientar e separar alguém; depois, senti no coração a direção dele na minha vida. Aí, ficou tudo mais fácil”, garante. Mensagem para lá, mensagem para cá, a coisa ganhou ares de seriedade, e dali para um encontro ao vivo e em cores, foi um pulo. “Estamos casados há cinco anos”, diz Renata. Eles, que congregam na Igreja Batista Central da Barra, no Rio, acreditam que os sites de relacionamento amoroso entre evangélicos são uma chance para se encontrar alguém abençoado e constituir família.

Cônjuge a um clique

“Veja como as coisas mudam neste mundo. No início, a internet era acusada por isolar as pessoas; agora, vemos situação contrária – a grande rede promove relacionamentos”, comenta o pastor Jasiel Botelho, missionário de Servindo Pastores e Líderes (Sepal) e fundador do ministério Jovens da Verdade. “O relacionamento pessoal tem menos opções. Na internet, você pode conhecer ao mesmo tempo 10, 100, mil pessoas. As possibilidades de encontrar alguém que combine com sua fé, gostos e preferências são muito maiores”. Veterano da era pré-computador, ele mesmo precisou viajar mil quilômetros para conhecer Ivone, que acabou se tornando sua mulher. “Agora, as pessoas podem conhecer seu futuro cônjuge através de um clique”. Botelho reconhece que era crítico dessa história de sites de namoro, por conhecer histórias de gente que foi enganada e acabou decepcionada. No entanto, hoje, diz que conhece vários casos de relacionamentos bem sucedidos e que começaram pela rede de computadores: “Alguns deles acabaram em casamento”, comenta.

No entender do pastor, que junto com Ivone atua prestando aconselhamento a casais há mais de 20 anos, o sucesso destes serviços cresce na lacuna deixada pelas igrejas. “A igreja, que inicialmente deveria ser um espaço de amizade e amor ao próximo, agora é um lugar onde as pessoas não se encontram. Não há relacionamento e muitas vezes os membros pessoas não conhecem nem mesmo o pastor”, avalia Botelho. “Parece um metrô ou elevador, sempre lotados de gente que sequer falam entre si”. Além disso, continua, o enfoque nas comunidades evangélicas é sempre mais voltado às famílias: “Os chamados sós estão abandonados e sofrem preconceito. Não é à toa que solteiros de ambos os sexos, a partir dos 30 anos de idade, têm abandonado suas congregações”. É justamente esse público que encontrou na internet um aliado para conhecer outras pessoas, seja apenas para cultivar ou manter uma amizade, ou mesmo visando a encontrar o almejado par perfeito. Mesmo diante de tantos casos de divórcio, o matrimônio continua sendo o sonho da maioria das pessoas, religiosas ou não. Nada menos que 900 mil casamentos são realizados anualmente no Brasil, segunda estimativa feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Engrossar tais estatísticas é o objetivo da viúva Maria Cecilia dos Santos Palmeira, 56 anos. “Gostei do Divino Amor porque você pode selecionar a idade e a cidade na busca por um perfil interessante”, comenta. “Nem sempre essa ferramenta é oferecida”. Membro da Igreja Cristã da Trindade, ela viveu quase três décadas com seu marido, um pastor. “Caí de paraquedas na vida de solteira”, diz. Ela encontrou nos sites de relacionamento uma alternativa para a procura por um novo parceiro e também amigos. “Eu vou para a igreja para louvar a Deus, e não para procurar namorado. Além disso, os homens que existem nas igrejas não querem compromisso, ainda mais com uma mulher mais velha”, reclama. Madura, ela sabe que a internet é uma alternativa, mas também requer muitos cuidados. Cecília já encontrou na rede homens casados que escondiam seu estado civil em busca de casos, mentiam sobre a fé ou até mesmo pretendiam aplicar golpes. Uma dessas histórias aconteceu com um rapaz que afirmava ter 27 anos e se dizia apaixonado pela viúva. “Eu perguntei se ele não preferia conhecer uma das minhas filhas”, lembra, rindo.

Ela conta que entrou no primeiro site pensando que todo mundo era cristão e com princípios. Com o tempo, aprendeu a ouvir mais do que falar e também ler certos comportamentos dos homens nas entrelinhas. “Se ele nunca atender o telefone no horário do jantar, por exemplo, pode ser que tenha outra família”, ensina. Atualmente, Maria Cecília está se encontrando com uma pessoa do site, que mostrou certa credibilidade ao exibir seus documentos, inclusive a carteirinha de membro da igreja, e ainda ofereceu o próprio número de telefone e o nome de seu pastor. “Mas vou continuar com um olho aberto e outro fechado”, diz.

“Máscara”

m dos fundadores do ministério virtual SexxxChurch, o designer Jota Mossadihj, 26 anos, recomenda mesmo cautela. Ele conta que muitas pessoas que usam esses serviços pensam que estão em um espaço sagrado e protegido. “Mas não é porque o site tem orientação evangélica que será diferente dos outros. Eles também podem ser usados como máscara”, afirma. Membro da Igreja Vineyard de São Paulo, Jota conta que o SexxxChurch foi criado para prestar assistência a pessoas viciadas em pornografia, abordando a questão de maneira clara, sem moralismos, apesar de a proposta do trabalho também ser evangelística. No vale-tudo da internet, tudo é possível. “É que os usuários, principalmente quando são crentes, ficam menos cuidadosos quando o site tem uma identidade cristã”.

Na sua opinião, os mantenedores dos sites também deveriam ser mais criteriosos e responsáveis em relação aos clientes e a questões de segurança, já que, ao disponibilizarem o serviço, recebem pagamento. Até mesmo a seriedade de intenções de quem se coloca à disposição ali deve ser bem avaliada, diz ele. “Diferentemente do que se imagina, as pessoas também procuram gente apenas para paquerar, e não visando a um compromisso sério”. A fisioterapeuta Silvani – aquela que conheceu dois rapazes e preferiu apresenta-los às suas amigas – faz coro: “Há quem procure mulheres crentes apenas porque querem alguém com boa moral”. Até hoje ela não conseguiu encontrar um parceiro que combinasse com seus sonhos, que segundo Silvani, não são nada ambiciosos. “Procuro um parceiro sério, trabalhador. Esse negócio de louro, alto e rico é muito raro”, brinca.

Amor Platônico: armadilha do diabo

“Não terás outros deuses diante de mim” (Ex 20:3)
É sempre muito complicado aconselharmos na área sentimental. Muitas vezes as pessoas estão tão envolvidas, que baixam a sua capacidade de raciocínio e fica difícil até de visualizar coisas tão óbvias, mesmo que muitas pessoas de fora estejam enxergando.
Tipo aquela historinha de marido traído, que sempre é o último a ver as coisas, mas pode ser que este “marido”, na verdade, não esteja é querendo ver.
Algumas mulheres sofrem tremendamente com este tipo de coisa e muitas vezes se afastam até dos caminhos do Senhor por causa de um amor platônico, que na maioria das vezes termina só em sofrimento.
Tirando logo de cara a questão do jugo desigual, vamos abordar alguns aspectos da situação.

Primeiramente, a pessoa que ama tem que respeitar as opções e gostos da outra, se quiser entrar numa relação. Ficar forçando uma mudança, é porque não existe amor, mas sim a projeção de uma imagem idealizada, onde tenta então, fazer com que o outro se encaixe de qualquer jeito nela, ou esteja apenas “aparando as arestas” desta imagem, para ser otimista.

Muitas vezes vemos dentro da igreja o inimigo usando pessoas lindíssimas ou que são “tudo de bom” – como os jovens costumam dizer – para tirar aquelas irmãs que são tementes a Deus, obreiras na casa do Senhor, do caminho da santidade e perfeição.

Percebemos que muitas vezes elas se sujeitam a servir estes homens, esquecendo-se de si mesmas e quem dirá então de Deus.
É um relacionamento de dar mais do que receber, que vai minando suas forças e fazendo com que se sintam as piores das criaturas, infelizes, isso quando não começam a blasfemar.

Mas estas, ao se relacionarem, não buscaram confirmação para este relacionamento, foram levadas apenas por um momento de carência, fraqueza ou impulso.

É uma armadilha do inimigo, que as levou pela emoção, cobiça dos olhos ou desejos pessoais. Outro dia, estava ouvindo uma música na casa de uma pessoa que fui visitar, pois tinha se afastado da igreja devido a uma desilusão amorosa, a letra dizia mais ou menos assim: “você é meu vício, meu cigarro é você,… meu deus é você” – misericórdia!

A Bíblia fala que onde estiver seu coração, lá estará o seu tesouro. As pessoas que vivem este tipo de relacionamento estão “endeusando” os seus companheiros.

Veja bem como fica a mulher que se propõe a um relacionamento deste: serve mais do que é servida, sofre humilhações, é desprezada, como se fosse uma escrava na terra do Egito, servindo a Faraó.

Colocam o seu coração neste relacionamento, desviando da atenção de Jesus, que deu sua vida por amor, sem cobrar nada e acaba se afastando da igreja. Isso é coisa do inimigo.

Tudo que desvia a atenção do Senhor, é estratégia do diabo para fazer com que as pessoas percam a salvação, por isso, preste atenção, nem tudo que reluz é ouro.

O amor pelos namorados, noivos ou maridos e filhos tem que vir do alto, quer dizer, tem que ser visto como bênçãos e serem amados com gratidão a Deus por eles estarem em suas vidas, não ao contrário.

Por isso que tem tanta distorção e o inimigo se aproveita desta carência para armar o laço. Jesus deu a sua vida por nós, nos amou incondicionalmente, diz que somos muito importantes para Ele, que veio para dar vida em abundância, que veio para nos salvar e trocar tudo isso, minha irmã, por dor, sofrimento e solidão? Deixa eu te dizer uma coisa: – Sai dessa, Jesus te ama!
“E disse-lhes: Vós sois os chefes dos pais entre os levitas; santificai-vos, vós e vossos irmãos, para que façais subir a arca do Senhor, Deus de Israel, ao lugar que lhe tenho preparado.” (I Cr 15:12)

Em Cristo,
Missionária Adriana Font

Santidade no namoro em Deus

Como ser puros em dias nos quais a sexualidade é tão explorada? Não é muito fácil! Hora após horas nos deparamos com o diabo oferecendo um cardápio convidativo, mexendo com nossos sentidos. Ao ligarmos a TV, lá está o maligno usando o erotismo com todas as suas forças; sãos as novelas e os filmes pornográficos (inclusive, o servo de Deus não deve assistir novelas ou filmes pornô); os programas humorísticos, são verdadeiros exploradores da sexualidade; nas revistas mulheres seminuas são tratadas como mercadorias à venda na feira e nas propagandas o nudismo vende de arroz a carros importados; na escola é o assunto das rodinhas de “amigos” que influenciam a muitos que se dizem “crentes”; no trabalho, é o assunto preferido dos companheiros e até na igreja os relacionamentos entre os jovens são imorais à semelhança do mundo.

A resposta de como ser puros neste mundo é: “Guarda-te para que não sejas também tentado”. Gl 6.1 Este é o mandamento deixando por Deus a todos, sejam jovens ou anciãos!É preciso ser cheio do Espírito Santo, andar em santidade, retidão e com o coração transbordando de amor pelo Eterno, este amor nos constrange a vivermos segundo os Seus preceitos. É provável que o nosso amor pelo Pai, nos colocará em algumas situações difíceis, em relação à vida social ou mesmo profissionais. “Buscai, pois, em primeiro lugar, o Seu reino e a Sua justiça…” Mt 6.33 “Ninguém pode servir a dois senhores; … Não podeis servir a Deus e às riquezas.” Mt 6.24 Amados do Senhor, melhor é servir a Deus exclusivamente, buscando colocá-Lo em primeiro lugar em todos os aspectos de nossa vida. Primeiro a vontade de Deus, em seguida a nossa! Assim deve ser a vida do Servo.

Servo de Deus: Padrão, Modelo (1º Tm 4.12 e Tt 2.7).

O diabo sabiamente através de muitos canais tem ensinado que a juventude precisa aproveitar a vida, curti-la ao máximo; e nessa idéia louca, muitos pratos são apresentados, em seu interior manjares com aromas agradáveis e aparência que enche os olhos tem seduzido a muitos, destruindo totalmente as vidas. Infelizmente é a conseqüência do pecado, da inobservância das orientações do Senhor; que ensina-nos a dizer não ao mundo. O maligno tem sabido manipular com grande astúcia aos homens e dissimuladamente planta em suas mentes, vazias do Espírito Santo, a aparência do mundo. Leva ao homem a pensar segundo os princípios da terra e a assimilar suas práticas. É comum encontrarmos nas igrejas pessoas que se dizem “crentes”, porém, tão envolvidos com o mundo e seus costumes que infelizmente é impossível vê-los como padrão ou modelo de alguma coisa boa. Sãos homens com longos cabelos e mulheres tosquiadas; piercing; tatuagens; roupas, músicas, linguagem comuns aos filhos das trevas; mente depravada; adeptos da masturbação e de relacionamentos nos quais a sensualidade vem à tona; seguidores de homens e de seus costumes. Meu Deus é uma juventude dura, fria e doente. Como ser modelo assim? Onde estão os “Timóteos” da casa do Senhor? Tm 1.18

Servos de Deus: Santos (1Co 6.13b; Cl 3.5; Sl 119.9).

Quando o Senhor chamou o homem para junto de Si, deu-lhe um mandamento: “sede santos, como Eu sou” (1Pe 1.16). A vida “santa” (segundo preceitos da lei divina) é a condição principal para a vitória diante do diabo e seus demônios. A santidade nos reveste com a armadura do Senhor, protegendo-nos do toque do maligno, de sua espada e dardos. Viver em santidade é morrer para o mundo, afastar-se do pecado e entronizar na vida o Senhor Jesus, obedecendo-o incondicionalmente até às últimas conseqüências. É impossível ser santo e continuar nas práticas comuns aos filhos das trevas! Se continuares a ter prazer em tais práticas, com certeza, o Senhor não tem prazer em tua vida!Ame o Senhor acima de todas as coisas!

Servo de Deus: Puro no Namoro (Dt 7.3,4; 2Co 6.14)

A preocupação com o namoro e até mesmo a sua prática é totalmente dispensável, quando nos deixamos guiar e olhamos as coisas com a visão do Espírito de Deus; afinal, somos participantes da providência divina. É preciso que tenhamos em mente, que o Senhor nos conhece e tem um carinho especial para com cada um de Seus servos. Nada acontece por acaso; acasos não existem para Deus! Bom e sabermos esperar, pois, no devido tempo, conforme a Sua vontade será providenciada a pessoa certa para companheiro (a). Esta busca louca, desenfreada pela “cara metade” é uma distorção da vontade de Deus. É um meio de alimentar a carne com os atos impuros que normalmente há nos namoros; vergonhosamente isto acontece entre os cristãos. Infelizmente, o diabo tem aproveitado esta brecha para entrar e agir no meio da juventude; os costumes e atos são semelhantes aos dos ímpios.

“Ficar” (antigamente: paquerar) é uma prática inconcebível ao servo de Deus; em si mesma, denota que é um relacionamento apenas para a alegria da carne, a impureza e sensualidade exacerbada são comuns. Cada vez é mais comum, encontrarmos em congressos e acampamentos de jovens os casais relâmpagos, que se formam e separa-se em apenas algumas horas! Na vida do verdadeiro servo de Deus não há lugar para isso. Pais amados ensine e aconselhe seus filhos a andarem nos caminhos da santidade!

Servos de Deus: Fiel ao Senhor (Rm 8.39)

Nos últimos anos muitos conceitos foram mudados e entraram em choque com os princípios bíblicos e outros ainda serão reformulados. A juventude foi atingida em cheio, encontra-se vivendo em um mundo preparado para o pecado, no entanto devem ser santos. O apelo a pecar é muito forte e muitos falham, deixa-se levar. A virgindade, por exemplo, deixou de ser uma honra e tornou-se vergonha. Adolescentes são questionados quanto a serem virgens e são escarnecidos quando admitem que são! Porque a zombaria? A resposta é simples: Vivemos num mundo dominado pelas forças malignas. E a idéia principal do rei do mundo é destruir o homem. Lamento ver que até mesmo a igreja tem incorporado como normal muitas ações comuns ao mundo! São as reuniões “sociais” e algumas idéias insanas que as afastam do Pai.

Os namoros impuros, cheio de prazeres da carne, são formas claras e evidentes da infidelidade ao Senhor (Mt 5.28; 1Ts 4.1-8; 2Pe 2.13). Geralmente, estes relacionamentos culminam na fornicação (1Co 7.2; 6.9; Gl 5.19). É uma tragédia na vida de qualquer jovem. Fugir do pecado é uma forma sábia de agir.

Servo de Deus: Foge (2Tm 2.22)

Paulo cheio do Espírito Santo aconselhou a Timóteo dizendo: “Foge das paixões da mocidade”. É um conselho completo para você, de fácil entendimento: Foge do pecado! Foge!O Espírito de Deus está dizendo: Evite as companhias que não edificam e o induzem ao pecado! Não freqüentes lugares, onde o Senhor não entraria! Uma auto-pergunta: “O Senhor Jesus agiria assim?” E Lembre-se: “de todas as coisas o Senhor te pedirá conta”. Ec 11.9


Namoro Cristão como agir?

Thiago do Valle

Como ser puros em dias nos quais a sexualidade é tão explorada? Não é muito fácil! Hora após horas nos deparamos com o diabo oferecendo um cardápio “convidativo”, mexendo com nossos sentidos. Ao ligarmos a TV, lá está o maligno usando o erotismo com toda as suas forças; sãos as novelas e os filmes pornográficos; os programas humorísticos são verdadeiros exploradores da sexualidade; na internet encontram-se grupos de sexo virtual; nas revistas mulheres seminuas são tratadas como mercadorias à venda na feira e nas propagandas o nudismo vende de bebidas a carros importados; na escola é o assunto das rodinhas de “amigos” que influenciam a muitos que se dizem “crentes”; no trabalho, é o assunto preferido dos companheiros e até na igreja muitos relacionamentos entre os jovens são imorais à semelhança do mundo.

A resposta de como ser puros neste mundo é: “Guarda-te para que não sejas também tentado”. Gálatas 6:1

Este é o mandamento deixando por Deus a todos, sejam jovens ou anciãos!
É preciso ser cheio do Espírito Santo, andar em santidade, retidão e com o coração transbordando de amor pelo Eterno, este amor nos constrange a vivermos segundo os Seus preceitos. É provável que o nosso amor pelo Pai, nos colocará em algumas situações difíceis, em relação à vida social ou mesmo profissional.

“Buscai, pois, em primeiro lugar, o Seu reino e a Sua justiça…” Mateus 6.33
 “Ninguém pode servir a dois senhores; … Não podeis servir a Deus e às riquezas.” Mateus 6.24

Amados do Senhor, melhor é servir a Deus exclusivamente, buscando colocá-Lo em primeiro lugar em todos os aspectos de nossa vida. Primeiro à vontade de Deus, em seguida a nossa! Assim deve ser a vida do Servo.

Servo de Deus: Padrão, Modelo (1Timóteo 4:12 e Tito 2:7)
O diabo sabiamente através de muitos canais tem ensinado que a juventude precisa aproveitar a vida, curti-la ao máximo; e nessa idéia louca, muitos pratos são apresentados, em seu interior manjares com aromas agradáveis e aparência que enche os olhos tem seduzido a muitos, destruindo totalmente as vidas.
Infelizmente é a conseqüência do pecado, da inobservância das orientações do Senhor; que ensina-nos a dizer não ao mundo.
O maligno tem sabido manipular com grande astúcia aos homens e dissimuladamente planta em suas mentes, vazias do Espírito Santo, a aparência do mundo. Leva o homem a pensar segundo os princípios da terra e a assimilar suas práticas. É comum encontrarmos nas igrejas pessoas que se dizem “crentes”, porém, tão envolvidos com o mundo e seus costumes que infelizmente é impossível vê-los como padrão ou modelo de alguma coisa boa. Sãos homens com longos cabelos e mulheres tosquiadas; piercing; tatuagens; roupas, músicas, linguagem comuns aos filhos das trevas; mente depravada; adeptos da masturbação e de relacionamentos nos quais a sensualidade vem à tona; seguidores de homens e de seus costumes, tornando uma juventude dura, fria e doente.

Como ser modelo assim? Onde estão os “Timóteos” da casa do Senhor? 1Tm 1:18

Servos de Deus: Santos (1Coríntios 6:13b; Colossenses 3:5; Salmos 119:9)
Quando o Senhor chamou o homem para junto de Si, deu-lhe um mandamento:

“sede santos, como Eu sou” (1Pedro 1:16)
A vida “santa” (segundo preceitos da lei divina) é a condição principal para a vitória diante do diabo e seus demônios. A santidade nos reveste com a armadura do Senhor, protegendo-nos do toque do maligno, de sua espada e dardos. Viver em santidade é morrer para o mundo, afastar-se do pecado e entronizar na vida o Senhor Jesus, obedecendo-O incondicionalmente até às últimas conseqüências. É impossível ser santo e continuar nas práticas comuns aos filhos das trevas! Se continuares a ter prazer em tais práticas, com certeza, o Senhor não tem prazer em tua vida!
Ame o Senhor acima de todas as coisas!

Servo de Deus: Puro no Namoro (Deuteronômio 7:3-4; 2Coríntios 6:14)
A preocupação com o namoro e até mesmo a sua prática é totalmente dispensável, quando nos deixamos guiar e olhamos as coisas com a visão do Espírito de Deus; afinal, somos participantes da providência divina. É preciso que tenhamos em mente, que o Senhor nos conhece e tem um carinho especial para com cada um de Seus servos. Nada acontece por acaso; acasos não existem para Deus! Bom é sabermos esperar, pois, no devido tempo, conforme a Sua vontade será providenciada a pessoa certa para companheiro (a). Esta busca louca, desenfreada pela “cara metade” é uma distorção da vontade de Deus. É um meio de alimentar a carne com os atos impuros que normalmente há nos namoros; vergonhosamente isto acontece entre os cristãos.
Infelizmente, o diabo tem aproveitado esta brecha para entrar e agir no meio da juventude; os costumes e atos são semelhantes aos dos ímpios. “Ficar” (antigamente: paquerar) é uma prática inconcebível ao servo de Deus; em si mesma, denota que é um relacionamento apenas para a alegria da carne, a impureza e sensualidade exacerbada são comuns.
Cada vez é mais comum, encontrarmos em congressos e acampamentos de jovens os casais relâmpagos, que se formam e separa-se em apenas algumas horas! Na vida do verdadeiro servo de Deus não há lugar para isso.
Pais amados, ensine e aconselhe seus filhos a andarem nos caminhos da santidade!
Servos de Deus: Fiel ao Senhor (Romanos 8.39) 
Nos últimos anos muitos conceitos foram mudados e entraram em choque com os princípios bíblicos e outros ainda serão reformulados. A juventude foi atingida em cheio, encontra-se vivendo em um mundo preparado para o pecado, no entanto devem ser santos. O apelo a pecar é muito forte e muitos falham, deixa-se levar.
A virgindade, por exemplo, deixou de ser uma honra e tornou-se vergonha. Adolescentes são questionados quanto a serem virgens e são escarnecidos quando admitem que são! Porque a zombaria? A resposta é simples: Vivemos num mundo dominado pelas forças malignas. E a idéia principal do rei do mundo é destruir o homem.
Os namoros impuros, cheio de prazeres da carne, são formas claras e evidentes da infidelidade ao Senhor (Mateus 5:28; 1Tessalonicenses 4:1-8; 2Pedro 2:13). Geralmente, estes relacionamentos culminam na fornicação (1Coríntios 7:2; 6:9; Gálatas 5:19). É uma tragédia na vida de qualquer jovem. Fugir do pecado é uma forma sábia de agir.
Servo de Deus: Foge (2Timóteo 2:22)

Paulo cheio do Espírito Santo, aconselhou a Timoteo dizendo: “Foge das paixões da mocidade”. É um conselho completo para você, de fácil entendimento: Foge do pecado! Foge!
O Espírito de Deus está dizendo: Evite as companhias que não edificam e o induzem ao pecado! Não freqüentes lugares, onde o Senhor não entraria!
Uma auto-pergunta: “O Senhor Jesus agiria assim?”

E Lembre-se: “de todas as coisas o Senhor te pedirá conta”. Eclesiastes 11:9


Teu criador nos dias da tua mocidade

Durante a juventude é uma altura para desenvolver uma relação com Deus. A Bíblia diz em Eclesiastes 12:1 “Lembra-te também do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos em que dirás: Não tenho prazer neles.” Deus se interessa mais na boa vontade de que na idade. A Bíblia diz em 1 Samuel 2:18 “Samuel, porém, ministrava perante o Senhor, sendo ainda menino, vestido de um éfode de linho.” Que pede Deus das crianças? A Bíblia diz em Colossenses 3:20 “Vós, filhos, obedecei em tudo a vossos pais; porque isto é agradável ao Senhor.” Um dos mandamentos de Deus é que os filhos honrem e respeitem os seus pais.

A Bíblia diz em Êxodo 20:12 “Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá.” Até quando devem os filhos respeitar os pais? A Bíblia diz em Provérbios 23:22 “Ouve a teu pai, que te gerou; e não desprezes a tua mãe, quando ela envelhecer.” Boa disciplina é um sinal do amor que os pais têm pelos filhos. A Bíblia diz em Provérbios 13:24 “Aquele que poupa a vara aborrece a seu filho; mas quem o ama, a seu tempo o castiga.” Os jovens podem ser bons exemplos de Jesus. A Bíblia diz em 1 Timóteo 4:12 “Ninguém despreze a tua mocidade, mas seja um exemplo para os fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza.” Os filhos devem aprender com os seus pais. A Bíblia diz em Provérbios 1:8 “Filho meu, ouve a instrução de teu pai, e não deixes o ensino de tua mãe.”

Viver uma vida imprudente desonra os pais. A Bíblia diz em Provérbios 28:7 “O que guarda a lei é filho sábio; mas o companheiro dos comilões envergonha a seu pai.” É errado aproveitar-se dos pais. A Bíblia diz em Provérbios 28:24 “O que rouba a seu pai, ou a sua mãe, e diz: Isso não é transgressão; esse é companheiro do destruidor.” Os jovens devem ter cuidar na escolha de amigos. A Bíblia diz em 2 Timóteo 2:22 “Foge também das paixões da mocidade, e segue a justiça, a fé, o amor, a paz com os que, de coração puro, invocam o Senhor.”

Jovens do Senhor

Irresponsáveis, inconseqüentes, vivendo segundo o mundo é a imagem que contemplamos quando olhamos para uma boa parte dos jovens que freqüentam as igrejas.
Mostram através de seus atos, que são desprovidos de compromisso com o Senhor e nos passam a idéia de imunidade às leis ditadas pelo Deus Vivo; nas quais devemos pautar nosso viver.
Agem segundo os desígnios de seus corações, como se estivessem cobertos por um estatuto semelhante ao do menor (Estatuto do Menor) e, assim intocáveis pela mão do Eterno.

É fato que esta forma de vida escolhida por muitos é errada, ela procede do coração do maligno e é disseminada entre os nossos jovens. O Senhor chama-nos a atenção para uma vida de santidade. E nos alerta quanto ao pecado.

Quando o jovem é responsável espiritualmente pela sua vida?
A partir do momento em que sabem discernir entre o certo e o errado, entre fazer a vontade do Senhor ou não. E tornam-se indesculpáveis, responsáveis pelos seus atos maus e por eles, se não houver o arrependimento, hão de responder no julgamento final.

Alguns aspectos que devem ser observados pelos servos em sua juventude:

1) Viver em Santidade:
“Como pode um jovem conservar pura a sua vida? É só obedecer aos teus mandamentos.” Sl 119.9

Isto implica em guardar os preceitos de Deus a todo instante. Devemos ser continuamente santos:
a) Sendo nova criatura:
“E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.” 2Co 5.17
b) Em oração:
“Orai, para que não entreis em tentação.” Lc 22.40;
“Orai sem cessar.” 1Ts 5.17;
“Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo.” Tg 5.16
c) Em Jejuns:
“Quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas; porque desfiguram o rosto com o fim de parecer aos homens que jejuam. Em verdade vos digo que eles já receberam a recompensa. com o fim de não parecer aos homens que jejuas, e sim ao teu Pai, em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.” Mt 6.16,18;
d) Em Louvor: 
“Louvar-te-ei, SENHOR, de todo o meu coração; contarei todas as tuas maravilhas.” Sl 9.1;
“Louvai ao Senhor, vós todos os gentios, e todos os povos o louvem.” Rm 15.11
e) Sendo bom: 
“Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia.” Mt 5.7
f) Sendo humildes: 
“Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus.” Mt 5.3
g) Honrando os pais: 
“Honra teu pai e tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o SENHOR, teu Deus, te dá.” Ex 20.12 e mais: Pv 30.17; 6.20; Mt 15.4

2) Possuindo Auto-Controle e Paciência:
“E é bom que as pessoas aprendam a sofrer com paciência desde a sua juventude.” Lm 3.27

A necessidade de vida santa num mundo impuro, exige que tenhamos força e paciência o suficiente para não pecarmos, quando:
a) Afligidos: 
“Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.” Jo 16.33
b) Perseguidos: 
“Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus. Bem-aventurados sois quando, por minha causa, vos injuriarem, e vos perseguirem, e, mentindo, disserem todo mal contra vós.” Mt 5.10,11
c) Difamados: 
“Por isso, difamando-vos, estranham que não concorrais com eles ao mesmo excesso de devassidão.” 1Pe 4.4

3) Exemplo e Padrão na sociedade:
“Ninguém despreze a tua mocidade; pelo contrário, para os que crêem , seja exemplo na conversa, na conduta, no amor, na fé e pureza.” 1Tm 4.12

Em nosso viver, devemos permitir que as pessoas que nos cercam vejam em nós a presença de Cristo Jesus, é preciso refletirmos a Sua luz:
a) Na escola / Amigos: 
“Porquanto a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens, educando-nos para que, renegadas a impiedade e as paixões mundanas, vivamos, no presente século, sensata, justa e piedosamente, aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus” Tt 2.11-13
b) No falar: 
“… No ensino, mostra integridade, reverência, linguagem sadia e irrepreensível, para que o adversário seja envergonhado, não tendo indignidade nenhuma que dizer a nosso respeito.” Tt 2.7,8;
“Não difamem a ninguém; nem sejam altercadores, mas cordatos, dando provas de toda cortesia, para com todos os homens…Evita discussões insensatas, genealogias, contendas e debates sobre a lei; porque não têm utilidade e são fúteis.” Tt 3.2,9
c) No trabalho: 
“Quanto aos servos, que sejam, em tudo, obedientes ao seu senhor, dando-lhe motivo de satisfação; não sejam respondões, não furtem; pelo contrário, dêem prova de toda a fidelidade, a fim de ornarem, em todas as coisas, a doutrina de Deus, nosso Salvador.” Tt 2.9,10
d) No namoro: 
“Nem contrairás matrimônio com os filhos dessas nações; não darás tuas filhas a seus filhos, nem tomarás suas filhas para teus filhos; pois elas fariam desviar teus filhos de mim, para que servissem a outros deuses; e a ira do SENHOR se acenderia contra vós outros e depressa vos destruiria.” Dt 7.3,4;
“Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos; porquanto que sociedade pode haver entre a justiça e a iniqüidade? Ou que comunhão, da luz com as trevas?” 2Co 6.14
e) Obedientes: 
“Lembra-lhes que se sujeitem aos que governam, às autoridades; sejam obedientes, estejam prontos para toda boa obra,” Tt 3.1;
“… e tornares ao SENHOR, teu Deus, tu e teus filhos, de todo o teu coração e de toda a tua alma, e deres ouvidos à sua voz, segundo tudo o que hoje te ordeno…” Dt 30.2;
“Filhos, obedecei a vossos pais no Senhor, pois isto é justo.” Ef 6.1;
“Filho meu, ouve o ensino de teu pai e não deixes a instrução de tua mãe. Porque serão diadema de graça para a tua cabeça e colares, para o teu pescoço.” Pv 1.8,9;
“Filho meu, guarda o mandamento de teu pai e não deixes a instrução de tua mãe; ata-os perpetuamente ao teu coração, pendura-os ao pescoço.” Pv 6.20;
f) Vitoriosos: 
“Pais, eu vos escrevo, porque conheceis aquele que existe desde o princípio. Jovens, eu vos escrevo, porque tendes vencido o Maligno. Filhinhos, eu vos escrevi, porque conheceis o Pai. Pais, eu vos escrevi, porque conheceis aquele que existe desde o princípio. Jovens, eu vos escrevi, porque sois fortes, e a palavra de Deus permanece em vós, e tendes vencido o Maligno.” 1Jo 2.13,14
g) Tementes a Deus: 
“Teme ao SENHOR, filho meu, e ao rei e não te associes com os revoltosos.” Pv 24.21
h) Honrando os idosos: 
“Rogo igualmente aos jovens: sede submissos aos que são mais velhos; outrossim, no trato de uns com os outros, cingi-vos todos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, contudo, aos humildes concede a sua graça.” 1Pe 5.5

d) Não serão isentados do pecado:
“Jovem, aproveite a sua mocidade e seja feliz enquanto é moço. Faça tudo o que quiser e siga os desejos do seu coração. Mas lembre-se de uma coisa: Deus o julgará por tudo o que você fizer.” Ec 11.9

Nestas palavras o Senhor concede plena liberdade ao jovem, ele pode fazer o que bem quiser:
beber e todas a demais formas de vícios; freqüentar festas; manter relações sexuais; namoros impuros; mentir; usar a Internet de forma ímpia; praticar obras da carne (Gl 5.19-21; Cl 3.5,6); etc.
Mas, o Senhor adverte, todos serão julgados segundo as suas obras.

e) Os jovens que vivem em pecado:
“O Salário (recompensa) do pecado é a morte…” Rm 6.23

O Pecado afasta por completo o homem do Deus vivo, e as conseqüências de uma vida pecaminosa são terríveis:
a) Pobre: 
“Quem ama os prazeres empobrecerá, quem ama o vinho e o azeite jamais enriquecerá.” Pv 21.17
b) Sem frutos: 
“A que caiu entre espinhos são os que ouviram e, no decorrer dos dias, foram sufocados com os cuidados, riquezas e deleites da vida; os seus frutos não chegam a amadurecer.” Lc 8.14
c) Presunçosos: 
” Então, direi à minha alma: tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e regala-te.” Lc 12.19
d) Mortos espiritualmente: 
“… a que se entrega aos prazeres, mesmo viva, está morta.” 1Tm 5.6
e) Imundos: 
“recebendo injustiça por salário da injustiça que praticam. Considerando como prazer a sua luxúria carnal em pleno dia, quais nódoas e deformidades, eles se regalam nas suas próprias mistificações, enquanto banqueteiam junto convosco;” 2Pe 2.13

f) Jovens Cheios do Espírito:
A Bíblia traz o relato de inúmeros jovens que foram exemplos, padrões para seus dias.

O jovem precisa ser segundo o coração do Senhor a exemplo destes:
a) Samuel: 
“Mas o jovem Samuel crescia em estatura e no favor do SENHOR e dos homens.” 1Sm 2.26
b) Davi: 
“Porém Saul disse a Davi: Contra o filisteu não poderás ir para pelejar com ele; pois tu és ainda moço, e ele, guerreiro desde a sua mocidade. Disse mais Davi: O SENHOR me livrou das garras do leão e das do urso; ele me livrará das mãos deste filisteu. Então, disse Saul a Davi: Vai-te, e o SENHOR seja contigo.” 1Sm 17.33,37
c) Joás:
“Tinha Joás sete anos de idade quando começou a reinar e quarenta anos reinou em Jerusalém. Era o nome de sua mãe Zíbia, de Berseba. Fez Joás o que era reto perante o SENHOR todos os dias do sacerdote Joiada.” 2Cr 24.1,2
d) Josias: 
“Tinha Josias oito anos de idade quando começou a reinar e reinou trinta e um anos em Jerusalém. Fez o que era reto perante o SENHOR, andou em todo o caminho de Davi, seu pai, e não se desviou nem para a direita nem para a esquerda. Porque, no oitavo ano de seu reinado, sendo ainda moço, começou a buscar o Deus de Davi, seu pai; e, no duodécimo ano, começou a purificar a Judá e a Jerusalém dos altos, dos postes-ídolos e das imagens de escultura e de fundição.” 2Cr 34.1-3
e) Timóteo: 
“Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste e de que foste inteirado, sabendo de quem o aprendeste e que, desde a infância, sabes as sagradas letras, que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em Cristo Jesus.” 2Tm 3.14,15
f) Jesus (era totalmente humano)
“Ele lhes respondeu: Por que me procuráveis? Não sabíeis que me cumpria estar na casa de meu Pai?” Lc 2.49

g) Jovens que deram lugar ao diabo:
Há também exemplos de jovens que foram ímpio, que viveram no pecado e receberam o castigo devido.

Estes foram contrários à vontade do Senhor e receberam em suas vidas o devido castigo:
a) Caim: 
“Disse Caim a Abel, seu irmão: Vamos ao campo. Estando eles no campo, sucedeu que se levantou Caim contra Abel, seu irmão, e o matou… És agora, pois, maldito por sobre a terra, cuja boca se abriu para receber de tuas mãos o sangue de teu irmão.” Gn 4.8
b) Esaú: 
“Então, disse Jacó: Jura-me primeiro. Ele jurou e vendeu o seu direito de primogenitura a Jacó. Deu, pois, Jacó a Esaú pão e o cozinhado de lentilhas; ele comeu e bebeu, levantou-se e saiu. Assim, desprezou Esaú o seu direito de primogenitura.” Gn 25.33,34
c) Filhos de Eli: 
“Eram, porém, os filhos de Eli filhos de Belial e não se importavam com o SENHOR.” 1Sm 2.12
d) Filhos de Samuel: 
“Porém seus filhos não andaram pelos caminhos dele; antes, se inclinaram à avareza, e aceitaram subornos, e perverteram o direito.” 1Sm 8.3
e) Absalão: 
“Desta maneira fazia Absalão a todo o Israel que vinha ao rei para juízo e, assim, ele furtava o coração dos homens de Israel.” 2Sm 15.6
f) Filho Pródigo: 
“Passados não muitos dias, o filho mais moço, ajuntando tudo o que era seu, partiu para uma terra distante e lá dissipou todos os seus bens, vivendo dissolutamente.” Lc 15.13

Meu irmão, como tem sido os teus dias na presença do Pai Eterno?Tens comunhão? Amizade? Intimidade?

“Eram, porém, os filhos de Eli, filhos de belial, e não se importavam com o Senhor.” 1 Sm 2.12

Muitos têm vivido à semelhança dos filhos de Eli, desprovidos de qualquer compromisso com o Senhor, mesmo sendo membros e freqüentando assiduamente a igreja, alguns até envolvidos com as sociedades internas, em ministérios diversos e visto pelos homens como “bons crentes”. Mas, são considerados pelo Senhor como imundos e o que fazem não sobe como sacrifício agradável a Deus. O pecado é incompatível com a vida de santidade!

“Mas o jovem Samuel crescia em estatura e no favor do Senhor e dos homens.”   1 Sm 2.26

Jovens semelhantes a Samuel são agradáveis aos olhos do Senhor. São vidas que dizem não aos apelos deste mundo corrompido pelo pecado, jovens que levantam-se contra as paixões imundas, os namoros impuros, e afastam-se de todas as formas de práticas contrárias à vontade do Eterno. Estes serão amados e chamados de: “Jovem segundo o meu coração” pelo Senhor.

Jovens, diz o Senhor:
“Os passos do homem são dirigidos pelo Senhor; como, pois, poderá o homem entender o seu caminho?” Pv 20.24

Sejam santos e sensíveis à direção do Espírito de Deus e alcançarão a vitória.
  
Fonte Dessas Redações: jornalmundogospel.com





Programação:

Automática

No AR!!!

 Pedidos




Faça Uma Doação, de Qual quer Valor e Nós Ajude para, que o Nome de Deus Seja Glorificado, Não Deixe Essa Obra Parar.

Quero Doar

Visualize Melhor

o Site da Rádio,

Baixe Seu Navegador.



=> ¿Desea una página web gratis? Pues, haz clic aquí! <=
free stats
©2010-2013 Todos Direitos Reservados
www.RádioGeraçãoGospel.vai.la & www.TvGeraçãoGospel.vai.la